Renan Calheiros é afastado da Presidência do Senado por liminar do Supremo

Foto: Agência Brasil / Marcelo Camargo

Foto: Agência Brasil / Marcelo Camargo

BRASÍLIA – Renan Calheiros, do PMDB, foi afastado da Presidência do Senado por liminar emitida pelo ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF). O ministro atendeu a pedido do partido Rede Sustentabilidade e considerou que, como Renan virou réu no STF, não pode continuar no cargo em razão de estar na linha sucessória da Presidência da República. O plenário do Supremo ainda terá que se manifestar para dar uma decisão final sobre o caso, o que não tem data para acontecer. Renan Calheiros ainda poderá recorrer da decisão do ministro Marco Aurélio. A assessoria de Renan Calheiros divulgou nota afirmando que a decisão do ministro Marco Aurélio Mello é contra o Senado. Segundo a nota, Renan pretende consultar advogados, mas só vai se manifestar depois que tomar conhecimento do teor da decisão do ministro. Com o afastamento de Renan Calheiros, a Presidência do Senado passa a ser ocupada pelo primeiro-vice-presidente, Jorge Vianna, do PT do Acre.

0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

RÁDIO JBFM 99.9 - Rio de Janeiro
1