Justiça de Roraima concede prisão domiciliar para 161 detentos por falta de segurança

Reprodução Twitter

Reprodução Twitter

BOA VISTA – A justiça estadual em Roraima concedeu, no fim de semana, o benefício de prisão domiciliar para 161 detentos do Centro de Progressão Penitenciária, onde cumpriam pena em regime semiaberto. Com a medida, esses presidiários estarão desobrigados de dormir na cadeia e deverão ficar em casa até sexta-feira, dia 13. A decisão liminar foi assinada em caráter emergencial pelo juiz substituto da Vara de Execução Penal, Marcelo Oliveira, e a juíza plantonista Suelen Alves, depois que a direção do centro de progressão penitenciária informou não ser possível “garantir a segurança dos presos e dos servidores” que trabalham na unidade. O pedido foi feito depois da morte de 33 presos na Penitenciária Agrícola de Monte Cristo e assinado pela Comissão de Direitos Humanos da Ordem do Advogados do Brasil em Roraima.

RÁDIO JBFM 99.9 - Rio de Janeiro
1