Polícia prende suspeitos de furtarem combustível de oleodutos da Petrobras

Foto: Agência Brasil

Foto: Agência Brasil

RIO – Pelo menos cinco pessoas foram presas em uma operação para desarticular uma quadrilha especializada em furto de combustível de oleodutos da Petrobras. A ação acontece no Rio, em São Paulo e em Minas Gerais. A Justiça expediu 11 mandados de prisão nesses três estados e 26 de busca e apreensão. No Rio de Janeiro, foram presos o ex-policial militar Carlos Alberto Ferreira e Jane Pereira. As investigações mostram que houve desvio de 14 milhões de litros de combustíveis da estatal por ano, em um prejuízo calculado em R$ 33,5 milhões. De acordo com a Polícia Civil e o Ministério Público, a quadrilha atuava desde junho de 2015. O grupo desviava combustível e petróleo dos dutos da Transpetro, na Baixada Fluminense, para revenda ilegal. Segundo a polícia, era usada a técnica da “trepanação”, que consistia na instalação de uma derivação clandestina na tubulação perfurada, sem a necessidade de fechar o abastecimento do produto. As ligações clandestinas foram instaladas em vários terrenos em Caxias, Magé, Nova Iguaçu e, até mesmo, próximo ao Arco Metropolitano