Polícia Federal prende policiais legislativos no congresso

BRASÍLIA – Quatro policiais legislativos foram presos, na manhã de hoje, pela Polícia Federal numa operação nas dependências da polícia legislativa do Senado. A suspeita é de que policiais legislativos faziam varreduras nas casas dos políticos para identificar e eliminar escutas instaladas com autorização judicial como parte da operação Lava-Jato. Um deles estava de plantão e foi preso no próprio Senado, quando a PF chegou à sede da Polícia Legislativa do Senado, que fica na garagem. A prisão desses quatro policiais é a temporária. Um dos presos é Pedro Ricardo Araújo Carvalho, chefe da Polícia Legislativa. Ele é apontado como líder do grupo que utilizava a estrutura de inteligência da Polícia Legislativa para atrapalhar investigações contra senadores e ex-senadores. A operação se baseou na denúncia de um servidor da segurança do Senado, devido a processos administrativos para afastamento de função. O servidor, que não teve o nome divulgado, relatou à Procuradoria Geral da República que o chefe da polícia do Senado teria realizado medidas de contrainteligência nos gabinetes e residências dos senadores Fernando Collor de Mello (PTC-AL), Edison Lobão (PMDB-MA) e do ex-senador José Sarney (PMDB-AP).

0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

RÁDIO JBFM 99.9 - Rio de Janeiro
1