Polícia do Rio prende cinco suspeitos da morte de torcedor do Botafogo no Engenhão no mês passado

Foto: Delegado Fábio Cardoso exibe camisa de Diego, torcedor do Botafogo assassinado.   Reprodução TV Globo

Foto: Delegado Fábio Cardoso exibe camisa de Diego, torcedor do Botafogo assassinado. Reprodução TV Globo

RIO – A polícia do Rio prendeu cinco suspeitos pela morte do torcedor do Botafogo Diego Silva dos Santos, de 28 anos, no dia 12 de fevereiro no entorno do Engenhão, na Zona Norte da cidade. Policiais foram para as ruas hoje cedo para cumprir 20 mandados de prisão de integrantes da torcida Jovem do Flamengo e desse total, oito teriam participado diretamente da morte do torcedor alvinegro e foram indiciados por homicídio e organização criminosa. Três suspeitos do crime estão foragidos, incluindo o presidente e o vice da torcida Jovem do Fla. Um dos alvos foi preso na Ilha do Governador, também no subúrbio carioca. Rogério da Silva Guinada estava na casa dos pais e não ofereceu resistência. Além de Rogério, foram presos Adonai dos Santos, Herbert Vinícius Paula, Rafael Camelo e Vitor Hortêncio, o Gringo. A ação conta com a participação da Divisão de Homicídios – unidades da capital; Niterói, São Gonçalo e Itaboraí; e da Baixada Fluminense – e também da Coordenadoria de Operações Especiais (Core).