Natal tem nova rebelião em presídio após motim que matou 26 no fim de semana

Foto: Presídio Provisório Raimundo Nonato, conhecido como Cadeia Pública de Natal. Divulgação Secretaria da Justiça e da Cidania

Foto: Presídio Provisório Raimundo Nonato, conhecido como Cadeia Pública de Natal. Divulgação Secretaria da Justiça e da Cidania

NATAL – Em retaliação às 26 mortes na Penitenciária Estadual de Alcaçuz no fim de semana, detentos do Presídio Provisório Raimundo Nonato, conhecido como Cadeia Pública de Natal, se rebelaram na madrugada de hoje. A unidade informou que o motim começou por volta das 3h, mas já foi controlado. O presídio abriga 550 detentos, mas a capacidade é para 166 presos. O massacre de Alcaçuz foi o terceiro registrado nas penitenciárias brasileiras neste mês de janeiro. Antes, rebeliões com mortes aconteceram em penitenciárias do Amazonas, de Roraima e Paraíba. No fim de semana, também houve três fugas de 76 presos no Paraná, em Minas e na Bahia.