Motoristas de ônibus do Rio decidem parar por 24 horas nesta quarta-feira (15)

bus

RIO – O Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Ônibus do Rio anunciou uma paralisação de 24 horas a partir da zero horas desta quarta-feira (15) em protesto contra a reforma da Previdência. O presidente do Sindicato, Sebastião José, disse que a adesão ao movimento só poderá ser avaliada nas primeiras horas desta quarta-feira. O sindicalista disse que não dá para prever como vai ser a adesão nas garagens, mas afirmou que o sentimento da categoria é pela paralisação. Sebastião José também garantiu que tudo será feito dentro da lei para que a população não seja prejudicada. Segundo ele, a reforma proposta pelo governo vai atingir todo o setor de transportes e obrigar, por exemplo, um motorista que comece a trabalhar com 25 anos a se aposentar com 74. O Sindicato dos Rodoviários disse que a paralisação também vai afetar o BRT e o VLT. Já os trens e o metrô não serão afetados. De acordo com os sindicatos dos ferroviários e dos metroviários, as duas categorias não vão aderir à paralisação de 24 horas contra a reforma da Previdência.