Justiça nega pedido de rescisão de contrato de operação da concessionária CCR Barcas no Rio

Foto: Barca Rio-Niterói. Divulgação CCR Barcas

Foto: Barca Rio-Niterói. Divulgação CCR Barcas

RIO – A justiça do Rio negou o pedido da CCR Barcas para rescindir o contrato de administração do serviço de transporte marítimo com o governo estadual, que vai até 2023. A empresa alega que está tendo prejuízos por não ter sido autorizado aumento das passagens. Na decisão, o juiz Eduardo Antônio Klausner, da 6ª Vara de Fazenda Pública da Capital, afirma que não há provas que demonstrem os danos econômicos sofridos pela concessionária e que a entrada de novos sócios demonstra que o contrato é lucrativo. A CCR Barcas informou, através de nota, que vai recorrer da decisão da justiça.