Justiça concede liberdade provisória a policial acusado de matar a irmã no domingo no Rio

logo-jbfm-rio-de-janeiro

RIO – A justiça do Rio autorizou a liberdade provisória do policial civil Fernando Rogério de Souza Melo, de 49 anos, acusado de matar a irmã, a também policial civil, Glória Fabiane de Souza Melo, de 47, no Humaitá, Zona Sul do Rio, no último domingo. A determinação foi da juíza Cristiana Cordeiro, após uma audiência de custódia. A liberdade provisória foi concedida desde que a defesa do policial comprove a internação do agente em uma clínica psiquiátrica, num prazo de 15 dias. O motivo do crime teria sido, segundo a polícia, uma disputa pela residência onde os dois irmãos moravam, que é uma herança da avó.

RÁDIO JBFM 99.9 - Rio de Janeiro
1