Defesa de Lula não poderá gravar depoimento do ex-presidente ao juiz Sérgio Moro nesta 4ª feira

depoimento

CURITIBA – O Tribunal Regional Federal da 4ª Região respaldou a decisão do juiz da Lava Jato, Sérgio Moro, e também rejeitou o pedido da defesa de Lula de autorização para gravar o depoimento do ex-presidente, a partir das 14h desta quarta-feira. O juiz Nivaldo Brunoni já tinha negado outro pedido dos advogados de Lula para adiar o depoimento. Sobre a filmagem da audiência, o juiz Sérgio Moro decidiu manter o formato dos últimos depoimentos, com a câmara focada no réu, mas informou que haverá uma gravação adicional, feita lateralmente, para mostrar a sala de um ângulo mais amplo. As duas gravações serão disponibilizadas após o interrogatório.