Caixa suspende financiamento habitacional da linha pró-cotista

BRASÍLIA – A Caixa Econômica Federal suspendeu os financiamentos habitacionais da linha pró-cotista, que utiliza recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço. Esta modalidade de crédito cobra juros mais baixos de trabalhadores com carteira assinada para financiar a casa própria. Segundo a Caixa, os recursos disponíveis no momento só são suficientes para atender às propostas de crédito já recebidas. No fim de abril do ano passado, o banco também limitou os financiamentos da linha por falta de recursos, em meio à queda de contribuições e do aumento dos saques do FGTS com a alta do desemprego no país. A linha pró-cotista de financiamento é dirigida para a compra de imóveis novos ou usados de até R$ 950 mil no Rio, em São Paulo e Minas, e de R$ 800 mil nos demais estados. É a linha mais barata de crédito habitacional, com exceção do ‘Minha Casa, Minha Vida’.