Governo propõe reforma trabalhista com 12 pontos a serem negociados

Foto: Agência Brasil / Antônio Cruz

Foto: Agência Brasil / Antônio Cruz

BRASÍLIA – O governo anunciou uma proposta de reforma trabalhista com 12 itens que poderão ser negociados entre patrões e empregados, caso a medida seja aprovada pelo Congresso. Entre os destaques estão a jornada diária de trabalho, que hoje é de 8 horas e poderia chegar a 12 horas, com limite de 220 horas mensais, e a divisão das férias em até três períodos. Entre outros pontos que poderão ser negociados em convenção coletiva estão o direito à participação nos lucros e resultados da empresa, a formação de um banco de horas, o estabelecimento de um plano de cargos e salários e o tempo gasto no percurso para se chegar ao local de trabalho e na volta para casa. O texto com a proposta de reforma trabalhista será encaminhado ao Legislativo por meio de projeto de lei, com pedido de urgência.

RÁDIO JBFM 99.9 - Rio de Janeiro
1