Governo dos EUA: Odebrecht e Braskem admitem ter pago US$ 1 bilhão em propina em 12 países

odebrecht

BRASÍLIA – Em acordos de leniência, a Odebrecht admitiu ter pago, em propinas, US$ 788 milhões, entre 2001 e 2016, e a Braskem, US$ 250 milhões, entre 2006 e 2014. A informação foi dada pelo Departamento de Justiça dos Estados Unidos. A propina foi paga a funcionários do governo, representantes desses funcionários e partidos políticos do Brasil e de outros 11 países. Para o governo americano, esse é o “maior caso de suborno internacional na história”. O documento do Departamento de Justiça americano foi tornado público depois que as duas empresas assinaram acordos de leniência com os governos dos Estados Unidos e da Suíça com o objetivo de suspender ações judiciais contra elas nesses dois países. Os acordos de leniência foram firmados no âmbito da Operação Lava Jato.

RÁDIO JBFM 99.9 - Rio de Janeiro
1