Governo do Rio divulga pacote de medidas para enfrentar a crise no estado

Foto: Agência Brasil

Foto: Agência Brasil

RIO – o governo do Rio de Janeiro anunciou oficialmente, nesta sexta-feira, no Palácio Guanabara, um pacote de medidas de ajuste fiscal para equilibrar as contas do estado. Decretos serão publicados no primeiro dia de 2017 e projetos de lei serão enviados hoje à Assembleia Legislativa. Entre as medidas divulgadas, está a do Bilhete Único que ficará limitado a R$ 150 por mês para cada pessoa. O secretário de Transportes, Rodrigo Vieira, afirmou que haverá reajuste de 15% do valor da passagem, que passará R$ 6,50 para R$ 7,50. Rodrigo Vieira também contou que as viagens de barcas de Paquetá e Ilha Grande, cujos moradores eram isentos de pagamento, passarão a ter desconto de 50% do valor da tarifa, e ele passarão a pagar R$ 2,80. Outras medidas citadas pelo governo do Rio foram o fim de programas sociais destinados a famílias de baixa renda, como Aluguel Social, Renda Melhor e os restaurantes populares, o corte de oito secretarias (de 20 passarão para 12) e também o corte de 30% nos salários do governador, vice, secretários e presidentes e vices de autarquias. Também foi anunciado pelo governo do Rio o aumento da alíquota de contribuição de servidores e aposentados, dos 11% atuais para 14% dos vencimentos. Hoje isentos de qualquer cobrança, os inativos e pensionistas que ganham menos que R$ 5.189 vão passar a contribuir com 30% de alíquota extraordinária, criada para, inicialmente, durar 16 meses. Outra medida prevista para equilibrar as contas públicas do Rio seria aumentar a alíquota do ICMS de alguns setores, o que afetaria o preço da energia, da cerveja e do cigarro.

0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

RÁDIO JBFM 99.9 - Rio de Janeiro
1