Fundação para a Infância e Adolescência rompe 118 contratos com Ongs que atendem crianças e jovens

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

RIO – A Fundação para a Infância e Adolescência (FIA), que é ligada à Secretaria Estadual de Assistência Social do Rio, rompeu 118 contratos com instituições que atendem crianças e adolescentes vítimas de violência sexual, física, em situação de vulnerabilidade ou com deficiências. A medida acabou com uma rede que presta 45 mil atendimentos ao ano. Agora restaram apenas 14 contratos com organizações que trabalham como abrigos. O presidente da FIA, José Augusto Rocha, argumentou que a fundação “não está conseguindo honrar com os compromissos pactuados”. A dívida com as 118 instituições chega a mais de R$ 20 milhões. Funcionários da Fundação para a Infância e Adolescência afirmam que as organizações não recebem pagamentos há oito meses e que os profissionais estão trabalhando voluntariamente.

RÁDIO JBFM 99.9 - Rio de Janeiro
1