Força-Tarefa ameaça renunciar à Lava Jato se projeto anticorrupção for sancionado com punição a juízes e promotores

forca-tarefa

BRASÍLIA – A Força-Tarefa da Lava Jato ameaçou renunciar ao trabalho na operação se o pacote anticorrupção for sancionado pelo presidente Michel Temer com punição a promotores e juízes. O texto aprovado pela Câmara na madrugada desta quarta-feira tipifica o crime de abuso de poder para magistrados e integrantes do Ministério Público e ainda vai passar pelo Senado. Em entrevista coletiva, o procurador Carlos Fernando dos Santos Lima disse que em caso de sanção ao pacote pelo presidente da República, a proposta dos procuradores é a renúncia coletiva à Lava Jato. O procurador Deltan Dellagnol, coordenador da Força-Tarefa, disse que a aprovação da proposta na Câmara foi o golpe mais forte  contra a Lava Jato em toda a sua história. Em nota, os promotores acusaram a Câmara de se aproveitar do acidente aéreo com o time da Chapecoense para “subverter” o projeto de iniciativa popular e favorecer a corrupção por meio da intimidação do Ministério Público e do Judiciário.

 

 

0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

RÁDIO JBFM 99.9 - Rio de Janeiro
1