Corpo de Carlos Alberto Torres será enterrado no cemitério de Irajá

Costa Sauipe- BA, 05/12/2013- Carlos Alberto Torres, na véspera do Sorteio Final para Copa do Mundo de 2014, durante conversa com a imprensa nacional e internacional na Costa do Sauipe (BA). Foto: Danilo Borges/ Portal da Copa

Costa Sauipe- BA, 05/12/2013- Carlos Alberto Torres, na véspera do Sorteio Final para Copa do Mundo de 2014, durante conversa com a imprensa nacional e internacional na Costa do Sauipe (BA). Foto: Danilo Borges/ Portal da Copa

RIO – O corpo de Carlos Alberto Torres vai ser enterrado às 11h desta quarta-feira, no Cemitério de Irajá. O velório acontece no auditório da CBF. É um dia de luto para o futebol brasileiro. Carlos Alberto Torres, capitão da Seleção Brasileira que conquistou o tricampeonato mundial em 1970, passou mal em casa, na Barra da Tijuca, e foi levado às pressas para o Hospital Riomar, onde chegou às 11h, com parada cardiorrespiratória. O diretor-médico do hospital, Marcelo Meucci, disse que Carlos Alberto chegou acompanhado da esposa desacordado e já sem sinais de vida. Ainda foram tentadas manobras para reanimá-lo, mas não houve resposta. Considerado o maior lateral-direito da história do futebol brasileiro, Carlos Alberto era carioca e começou a carreira na década de 1960, no Fluminense, onde conquistou o título carioca de 1964 e a Taça Guanabara de 1966. Nesse mesmo ano, foi para o Santos, onde jogou ao lado de Pelé por oito anos, conquistando inúmeros títulos. Teve uma rápida passagem pelo Botafogo e depois voltou ao Fluminense, onde fez parte da chamada “Máquina Tricolor”, bicampeã carioca de 1975 e 1976. Em 1977, Carlos Alberto defendeu o Flamengo, antes de seguir para os Estados Unidos, para jogar pelo New York Cosmos, onde acabou encerrando a carreira de jogador, aos 38 anos. Como técnico, ajudou o Flamengo a ser Campeão Brasileiro em 1983 e conquistou, pelo Botafogo, a Taça Conmebol em 1993. Atualmente, trabalhava como comentarista esportivo no canal por assinatura Sportv. Pelé lamentou a morte de Carlos Alberto lembrando a parceria vencedora dos dois. Vários clubes e personalidades do mundo do futebol no país e no exterior também manifestaram condolências pela morte do ex-jogador. O capitão do tri tinha 72 anos.

0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

RÁDIO JBFM 99.9 - Rio de Janeiro
1