Conselheiro do TCE-RJ se diz injustiçado a deixar a prisão

Foto: Divulgação Governo do Rio

Foto: Divulgação Governo do Rio

O conselheiro afastado do Tribunal de Contas do Estado Marco Antônio Alencar disse estar revoltado ao ser solto do Complexo Penitenciário de Gericinó, na noite desta sexta-feira (07). Ele ficou dez dias preso com outros conselheiros do TCE-RJ por conta da Operação Quinto do Ouro, da Polícia Federal. Segundo Marco Antônio, não há nenhuma prova material de que ele cometeu crime, acusando Jonas Lopes e o filho dele, Jonas Lopes Neto, de terem induzido o Ministério Público a um erro. Os dois delataram um esquema de vista grossa dos conselheiros do Tribunal em contratos do Governo do Estado, recebendo propinas de empreiteiras.