Ameaça depois de suposto acordo de delação premiada faz Justiça Federal conceder prisão domiciliar a laranja de Sergio Cabral

cabral2

RIO – A Justiça Federal do Rio determinou a troca da prisão preventiva de um ex-assessor do ex-governador Sérgio Cabral Filho por prisão domiciliar. O beneficiado foi Paulo Fernando Magalhães Pinto Gonçalves, que serviu a Sérgio Cabral Filho de 2007 até 2014, apontado como laranja. Ele, o ex-governador e outros colaboradores e secretários de estado foram presos na Operação Calicute, que investigou crimes de corrupção em obras públicas no período. A defesa de Paulo Fernando diz que o cliente estaria sofrendo ameaça por conta de um suposto acordo de delação premiada. Sérgio Cabral e os demais seguem presos em Bangu 8.

RÁDIO JBFM 99.9 - Rio de Janeiro
1