Alerj decide que créditos expirados do Riocard vão para fundo do governo

Foto: Governo do Rio

Foto: Governo do Rio

RIO – A Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) derrubou, por unanimidade, o veto do governador Luiz Fernando Pezão a uma emenda apresentada ao projeto de lei que destina as sobras do Bilhete Único Intermunicipal para o Fundo Estadual de Transportes. Ao todo, 64 deputados votaram a favor da derrubada, dois faltaram e quatro estão de licença médica. Com a decisão, os passageiros de ônibus vão continuar sem ter o direito a ficar com os valores no Riocard que expiram após um ano. Os recursos, agora, serão usados para cobrir os subsídios do Bilhete Único. A nova lei passa a regulamentar as sobras do Riocard a partir de sua sanção. Por isso, a decisão tomada ontem não atinge os R$ 90 milhões em créditos já expirados do Bilhete Único Intermunicipal, que, segundo um levantamento do TCE, estão em poder de representantes das empresas de ônibus.