Ação quer proibir bancos de descontar empréstimo consignado direto da conta dos servidores no Rio

Foto: Agência Brasil

Foto: Agência Brasil

BRASÍLIA – A Defensoria Pública e o Ministério Público do Rio de Janeiro entraram com uma ação coletiva para proibir 26 bancos de descontar o valor dos empréstimos consignados diretamente na conta dos servidores públicos. A ação foi baseada em inúmeras reclamações de clientes que estão sendo descontados dos empréstimos duas vezes: uma no contracheque, pelo estado, e outra em conta corrente, pelo banco.

RÁDIO JBFM 99.9 - Rio de Janeiro
1