#PainelEconômico

[28/04]

Alex Campos


Comecei a carreira de jornalista no Sistema Globo de Rádio, onde trabalhei por sete dos meus 25 anos de profissão.
 
Meu desafio de estreia foi apurar, entender, analisar, traduzir e interpretar o regime dos congelamentos de preços, gatilhos, tablitas... já no período de transição dos governos militares para as ditaduras econômicas. O Plano Cruzado, de 1986, foi o primeiro choque heterodoxo de muitos anos em que nosso dinheiro viveria em perigo - até a anistia e redenção do Plano Real.
 
A sucessão de reviravoltas envolvendo bolsos, bolsas, bancos, contratos, salários, negócios, investimentos, corporações... acabou dando contribuição valiosa aos profissionais de imprensa de minha geração: passamos a desenvolver ou aperfeiçoar a cobertura de temas e assuntos financeiros complexos de maneira cada vez mais didática, prática e útil.
 
Também trabalhei em jornais (O Globo e  JB) e revistas (Manchete, Amiga e Ele Ela), além de ter sido colaborador de Marie Claire no Rio. De 1999 a 2009, fui Editor de Economia do diário carioca O DIA.
 
Ao longo dessa década, eu e minha equipe colecionamos 11 prêmios, incluindo um Esso, um Embratel e um Fiat-Allis de Excelência em Jornalismo Econômico.
 
De lá para cá, consumidores de notícias econômicas tornaram-se mais ativos, interativos e participativos - uma gente interessada, acima de tudo, em entender o que se fala, o que se escreve, como se ganha ou como se perde.
 
Esse é um bom desafio e um bom compromisso neste Painel Econômico, aqui no blog ou na rádio: traduzir as mazelas da  linguagem, apontar as armadilhas dos números e dar transparência às implicações ou complicações de taxas, índices, percentuais etc.
 
Trata-se de uma obrigação, e não apenas uma promessa ou preocupação acadêmica. Os interesses da conta corrente, da caderneta de poupança, dos investimentos financeiros e dos orçamentos domésticos em geral devem superar os interesses do economês – esse truque que os tolos usam para disfarçar ignorância e os espertos, para exibir arrogância.

Minhas palavras de ordem são: compartilhar devidamente os entendimentos, esclarecimentos e desdobramentos dos temas econômicos que realmente tem importância, relevância e valor.
 
A todos: saúde como nunca, sucesso para sempre... merecemos!



Alex Campos
Leia sobre o colunista

Comentários

voltar ao topo Voltar ao topo

© Copyright 2015 JBFM. Todos os direitos reservados.

JBFM | Música & informação